Trago no olhar visões extraordinárias, De coisas que abracei de olhos fechados..." Florbela Espanca