Que nenhum gesto

Que os meus instantes de egoísmo se 
desmanchem cada vez mais rápido. 
Que as minhas expectativas não sejam maiores do que 
a intenção de que o outro esteja tranquilo. 
Que a paz que ele possa experimentar seja sempre um 
perfume que acenda a minha alegria. 
Que o seu conforto seja também um motivo que continue 
inspirando os meus gestos mais doces e amigos. 
Que nenhum gesto meu aperte o seu coração, intimide o seu riso, 
acorde o seu medo, machuque a sua espontaneidade.
Ana Jácomo