quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Sempre florido

Quanto a mim, aos poucos
vou lapidando minhas inseguranças.
Descobrindo que meus caminhos continuam floridos
apesar do medo que tenho das ervas daninhas.
Aprendendo que cada história tem o seu desfecho,
e que não preciso antecipar o fim só porque 
tenho medo que ele chegue até mim.
Reconhecendo que é possível ser feliz
mesmo quando algo sai dos eixos, 
e finalmente sendo grata ao descobrir que 
das dificuldades surgem grandes surpresas.