MENSAGENS DE CARINHO

Feliz semana

O fim de semana acabou,
mas uma semana cheia de bênçãos
está apenas começando.
Sorria!

Boa noite!

Oi pessoa linda!
Jamais deixe que sua felicidade
dependa dos outros!

Momentos delicados da vida

Saber ouvir e saber calar: Nisto consiste o supremo valor do silêncio. 
Ouvir, silenciar, pensar, falar, silenciar e pensar outra vez evitaria muita coisa dita em vão. 
Por falar apenas e pouco pensar, pessoas cometem erros difíceis de reparar depois. 
E por ouvir tanto menos do que pensam, piores erros cometem ainda...
Augusto Branco

Paz no coração

A confiança é um dos sentimentos mais nobres que um ser humano pode colher e cultivar dentro de si. Confiança é a base das grandes amizades, dos amores verdadeiros e das relações que não se baseiam na mentira. Confiança é a raiz do entendimento, até mesmo entre seres opostos. É o elo mais forte dessa corrente que une pessoas que se completam de alguma forma. Confiar é entregar ao outro, sem medo, tudo que há de mais valioso dentro do nosso coração.

Podemos dizer que a confiança é como uma taça feita do cristal mais translúcido e delicado que possa existir. Se essa taça cai e se quebra, não há mais nada no mundo que possa devolver-lhe as mesmas formas de antes. Confiança, quando vai embora, nunca mais volta. Confiança é pedra preciosa que não se atira ao mar.

E por mais que haja em nós a bondade e a nobreza do perdão, depois de provar a frustração de ter acreditado em vão em alguém, sempre ficaremos com uma pulga atrás da orelha a nos roubar a tranqüilidade do sono. A desconfiança é uma ave agourenta que paira dia e noite sobre as cabeças dos enganados. Desconfiar cansa e faz definhar os nossos melhores sentimentos.

Para se gostar de alguém sem restrições e manter um convívio são, é necessário que haja credulidade entre as pessoas. Credibilidade não é uma invenção de última hora, é uma conquista paulatina. Se não houver confiança numa relação, não haverá mais nada pelo qual valha a pena lutar. Sem confiança não há liberdade de gestos. Sem confiança não há entrega. Sem confiança, todas as portas da nossa alma se trancam, e a luz que deveria iluminar a nossa aura, se dilui numa espécie de escuridão que assombra a vida da gente.

Confiança não se compra, não se vende e não se finge. Confiança é a força que nos move na direção de quem a gente mais ama. E, por mais que sejamos imperfeitos, confiar e ser confiável é muito mais do que um simples tratado social, é uma questão de caráter e de respeito ao próximo.

Confiar é a arte de poder amar sem medo, dormir tranqüilo e sentir o doce perfume da paz em cada movimento da nossa respiração. Confiar dispensa meios-termos: ou é para sempre, ou é para nunca mais.
Renée Venâncio