terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Saudade...

Dói tanto que não dói mais,
como toda dor que de tão insuportável
produz anestesia própria.
Tati Bernardi